ORDEM INTERNACIONAL DO ARCO ÍRIS PARA MENINAS

A Ordem Internacional do Arco-Íris para Meninas - IORG (International Order of the Rainbow for Girls) é uma organização criada pela maçonaria,para jovens de 11 a 20 anos de idade,sendo elas filhas de maçons ou não, e de qualquer religião contanto que acredite em Deus,tem como objetivo criar pessoas educadas e amigas,que se importam com o mundo e gostam de ajudar. A Ordem foi fundada em McAlester, Oklahoma.

Seu início, elaboração do primeiro ritual e elaboração das leis que regem uma assembléia, são frutos do trabalho do Venerável Mark Sexson, maçom, grau 33 de McAlester.

Galileu Galilei

Nasceu em Pisa em 15 de Fevereiro de 1564 e morreu em Florença a 8 de Janeiro de 1642 com cerca de 78 anos.

Quando os amigos e seguidores de Galileu quiseram erigir um monumento sobre o seu túmulo, Urbano VII disse ao embaixador da Toscana que seria um mau exemplo para o mundo, uma vez que o morto “tinha dado origem ao maior escândalo de toda a cristandade”.


O heliocentrismo. Os autores medievais defendiam que a Terra era redonda, aliás a ideia era muito antiga e Magalhães partira de Sanlúcar de Barrameda em 20 de Setembro de 1519 para a viagem de circumnavegação do globo com cinco navios, tendo uma das naus completado o trajecto, chegando a Sevilha em 6 de Setembro de 1522 fornecendo a prova final se alguma prova faltava.

Urim e Tumim


Urim e Tumim (do hebraico אורים ותמים luzes e perfeições )é o nome dado à um processo de adivinhação utilizado pelos antigos israelitas para descobrir a vontade de Deus sobre determinado evento.

De acordo com a visão judaica, o Urim e Tumim remonta ao Sumo Sacerdote de Israel. A placa peitoral que utilizava era dobrada ao meio, formando um bolso onde ficava um pergaminho contendo o nome de Deus. Este nome fazia com que certas letras gravadas sobre as pedras preciosas acendessem de acordo com as questões perguntadas. Aquele que desejava uma resposta (apenas questões de relevância dentro da comunidade israelita poderiam ser perguntadas) ia ao sumo sacerdote . Este virava-se para a arca da aliança, e o inquiridor de pé atrás do Sumo-Sacerdote fazia a pergunta em voz baixa. O sumo sacerdote, olhando para as letras que se acendiam, era inspirado para decifrar a resposta de Deus. Estes utensílios foram utilizados até a destruição do Primeiro Templo, quando pararam de funcionar.

Geralmente os cristãos crêem que Urim e Tumim fossem duas pedras colocadas no peitoral do Sumo Sacerdote de Israel, contendo em uma face resposta positiva e em outro resposta negativa. Fazendo-se a pergunta, jogavam-se as pedras, e de acordo com os lados que caissem era confirmado uma resposta negativa, positiva ou sem resultados. Há, porém a possibilidade de essas duas pedras serem apenas um elemento simbólico que representava um dom especial concedido ao Sacerdote, o qual o tinha a altura do peito. Esta posição indicava que a palavra do Senhor [(Elohim)] era para ser guardada no coração do Sacerdote e que também teria que julgar as questões difíceis de acordo com a própria Palavra de Deus que já lhes tinha sido confiada [(Pr. Eddie Fontes)].

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias crê que Urim e Tumim sejam duas pedras presas em um arco de ouro , o qual o profeta Joseph Smith Jr utilizou para decifrar e traduzir o texto do Livro de Mórmon.

Leia Mais


A Deusa Asherah

Para a maioria das pessoas que lêem a Bíblia, a idéia de um único Deus de Israel, Yahweh, parece ser clara. No entanto, descobertas arqueológicas das últimas décadas vem demonstrando que Yahweh nem sempre esteve solitário. Antes da ascensão do monoteísmo em Israel, o Deus Yahweh fazia parte de um contexto politeísta onde havia um panteão de Deuses e Deusas, sendo que provavelmente foi adorado ao lado de sua consorte, Asherah.

Reconstruir a presença da Deusa Asherah na vida de mulheres e homens no Antigo Israel é um esforço de, a partir de uma perspectiva feminista e de gênero, trazer elementos que nos ajudem numa maior aproximação do que foram os espaços religiosos e vitais deste povo.

Esta reconstrução é algo necessário, uma vez que estamos diante de textos sagrados marcados pelo sistema patriarcal que projetou historicamente um Deus masculino, legitimando práticas e funções masculinas, com isso silenciando as mulheres, suas representações sagradas, tudo aquilo que pudesse lhes garantir espaço e voz. Por isso, faz-se necessário a nossa reflexão.

Leia mais

Pesquisar

Loading